“Nas patologias do foro urológico, a Medicina preventiva é o melhor tratamento”
24/01/2017 16:42:47
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
“Nas patologias do foro urológico, a Medicina preventiva é o melhor tratamento”

Antecipando as I Jornadas de Urologia do Centro Hospitalar de Leiria, que acontecem na próxima sexta-feira, 27 de janeiro, no Hospital de Santo André, o Dr. José Garcia, diretor do Serviço de Urologia, defende que “nas patologias do foro urológico, a Medicina preventiva é o melhor tratamento”. O especialista explica que, nas uro-patologias típicas da vida adulta, a prevenção assume um papel cada vez mais preponderante, seja na adoção de estilos de vida saudáveis, como “beber água em quantidade suficiente e não fumar”, seja na realização de rastreios e check-ups.

“Na Saúde em geral a prevenção é de facto o melhor remédio”, sublinha o especialista, especialmente na redução da incidência de doenças urológicas como a litíase urinária, infeções urinárias, doenças sexualmente transmissíveis e tumores do pénis. “Nestes casos, a prevenção evitaria provavelmente muitos casos, pelo que é recomendável adotar um estilo de vida saudável e apostar na vigilância regular, individual e com o apoio do médico de família ou médico assistente”.

Especificamente no que toca à vigilância, “é interessante observar que nos homens é muito mais difícil fazer rastreios – ao contrário das mulheres que sabem que devem fazer –, e a grande maioria faz, os homens fazem poucos rastreios, e poucos homens o fazem, talvez por considerarem que não precisam, que não adoecem. E quando há um diagnóstico de tumor, muitas vezes já está numa fase avançada, com muitos custos associados: sofrimento físico, psíquico e social”.

Estes e outros temas estarão em destaque nas I Jornadas de Urologia do CHL, dinamizadas pelo Serviço de Urologia, que reunirão médicos de Medicina Geral e Familiar e médicos especialistas, para analisar as diversas patologias de foro urológico, e observar as formas de referenciação em Urologia. Com o intuito de aproximar a realidade hospitalar à dos cuidados de Saúde primários, e de perceber as preocupações de cada um, os painéis de discussão contam com a visão do médico de família, de unidades de Saúde da região. Consulte aqui o programa.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019