30% dos doentes relatam dor crónica após intervenção cirúrgica
10/01/2017 16:48:48
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
30% dos doentes relatam dor crónica após intervenção cirúrgica

Segundo a International Association for the Study of Pain (IASP), mais de 80% dos pacientes submetidos a cirurgia relatam dor no pós-operatório, e 30% apresentam dor crónica desta origem. Por este motivo, a Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED), capítulo português da IASP, comemora o início do Ano Global Contra a Dor Pós-Cirúrgica, no próximo dia 12 de janeiro, pelas 9 horas, no Auditório do Hospital Prof. Doutor Fernando Fonseca (HFF), na Amadora.

Segundo a IASP mais de 80% dos pacientes submetidos a cirurgia relatam dor no pós-operatório, manifestada como um conjunto de experiências sensoriais, emocionais e mentais desagradáveis que desencadeiam diferentes respostas físicas e comportamentais no ser humano. O tratamento da dor aguda de pós-operatório facilita o processo de recuperação, minimiza o sofrimento do doente e evita a cronificação da dor. Estima-se que cerca de 30% dos doentes submetidos a cirurgia apresentem dor crónica desta origem.

A IASP numa iniciativa concertada com a European Pain Federation (EFIC), nomeia, todos os anos, um tema específico no âmbito do Ano Global contra a Dor, tendo sido atribuído para 2017 o tema “Dor Pós-Cirúrgica”.

De acordo com a presidente da APED, Dr.ª Ana Pedro, "pretende-se com esta iniciativa chamar a atenção para o impacto da dor no indivíduo e na sociedade, particularmente no que diz respeito à dor pós-cirúrgica, desmistificando caminhos e mostrando alternativas e soluções para o seu tratamento."


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019