Investigadores da Universidade de Coimbra integram projeto financiado pelo CNPq - Brasil
27/12/2016 15:42:11
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Investigadores da Universidade de Coimbra integram projeto financiado pelo CNPq - Brasil

A Prof.ª Doutora Maria Filomena Botelho e o Prof. Doutor José Guilherme Tralhão, docentes e investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), integram a equipa responsável pelo projeto “Radioterapia metabólica no colangiocarcinoma: da investigação básica à prática clínica”, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Brasil.

Os investigadores que integram o projeto financiado pretendem avaliar o potencial terapêutico do iodo 131 no colangiocarcinoma através de diversos modelos in vitro e in vivo, esperando vir a desenvolver uma nova estratégia para tratar o colangiocarcinoma com recurso à radioterapia metabólica.

O colangiocarcinoma é o segundo tumor primário do fígado e possui um mau prognóstico, sendo as opções terapêuticas conhecidas ineficazes na maioria dos casos. Torna-se necessário o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas que visem a redução das taxas de mortalidade associadas a este cancro.

O projeto de investigação, liderado pela Prof.ª Doutora Ilka Boin da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), surge de uma parceria entre diversos grupos de investigação de Portugal e do Brasil que integram a Universidade de Coimbra (UC), o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), a UNICAMP e a Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP).

Ao projeto foi atribuído o maior financiamento possível no contexto da atribuição de projetos congéneres na Chamada Universal 2016 (faixa C – 120 mil reais).


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019