RSV: "Temos tido uma carga de doença elevadíssima"
19/11/2021 16:47:54
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
RSV: "Temos tido uma carga de doença elevadíssima"

“Mudámos o enfoque para o vírus SARS-CoV-2, que causa a COVID-19, mas na verdade os problemas que temos são com os outros vírus respiratórios.” Quem o afirma é o Dr. Gustavo Januário, pediatra no Hospital Pediátrico de Coimbra. Em entrevista à News Farma, o especialista destaca que a mudança de foco poderá ter prejudicado a atuação destes profissionais de saúde no vírus sincicial respiratório (RSV), com consequências para o futuro. Assista ao vídeo.

O Dr. Gustavo Januário partilha que, em anos anteriores, a epidemia anual de vírus sincicial respiratório iniciava-se em outubro e prolongava-se por alguns meses. As crianças mais afetadas tinham ainda poucos anos de vida provocando-lhes dispneia respiratória. No entanto, o especialista refere que os sintomas dependem da idade da criança, pelo que algumas apenas apresentavam uma ligeira constipação. “A idade é o grande fator de risco para a bronquiolite aguda”, refere.

No ano passado, com o início da pandemia COVID-19, houve “uma ausência total de circulação total de vírus sincicial respiratório”, sem casos de internamento nem deteção do vírus. “Isto é que é verdadeiramente interessante”, explica o especialista.

Este ano, no entanto, assistiu-se a “um número de casos completamente anormal, uma época epidémica muito forte e mais precoce”. O vírus sincicial respiratório começou a ser detetado a partir de abril, com circulação ativa até aos dias de hoje, afetando crianças “até” mais velhas.

O especialista partilha: “No meu hospital, temos tido uma carga de doença elevadíssima.” A maioria das crianças está doente, sendo uma possível explicação para a circulação do vírus não abrandar, pelo que as crianças que ainda não foram afetadas vão ser brevemente, independentemente do estado de saúde.

Vídeo


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019