Tratamentos para a hepatite C diminuíram mais de 60% em 2020
15/07/2021 16:27:14
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Tratamentos para a hepatite C diminuíram mais de 60% em 2020

Os tratamentos realizados para a hepatite C diminuíram 62,5%, no ano passado, em consequência de uma quebra no número de pedidos. O anúncio foi feito pela Associação Portuguesa para o Estudo do Fígado (APEF).

“A pandemia teve um impacto significativo ao nível do diagnóstico atempado da hepatite C, mas também do seu tratamento, registando-se uma quebra de 4.488 tratamentos pedidos em 2019 para 1.682 tratamentos no ano de 2020”, revela o Dr. José Presa, presidente da APEF. Perante este cenário, o responsável sublinhou a importância do diagnóstico precoce para evitar os problemas associados à falta de tratamento da hepatite, que podem levar à morte.

Deixar de tratar as hepatites B e C “implica a evolução para cirrose hepática, e, em certos casos, o desenvolvimento de carcinoma hepatocelular. A cada 30 segundos, morre uma pessoa por doença relacionada com as hepatites. Desta forma, o diagnóstico precoce e o consequente tratamento são vitais. Mesmo em plena pandemia (…), não podemos esperar para atuar contra as hepatites virais”, defende o Dr. José Presa.

Ainda que se trate de uma doença evitável, tratável e, no caso da hepatite C, curável, a patologia afeta 325 milhões de pessoas em todo o mundo, causando 1,4 milhões de mortes por ano. Um registo que fala por si, levando a Organização Mundial da Saúde (OMS) a assumir o objetivo de erradicar as hepatites B e C até 2030.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) também apelou, em maio do ano transato, à realização dos testes gratuitos e confidenciais de vírus da imunodeficiência humana (VIH), hepatites e infeções sexualmente transmissíveis, no âmbito da Semana Europeia do Teste de Primavera 2021, após decréscimo no número de testes realizados à escala global.

Fonte: Lusa


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019