MSD Animal Health alerta para toxocara spp nos jardins e parques infantis
30/03/2021 14:10:28
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
MSD Animal Health alerta para toxocara spp nos jardins e parques infantis

Uma campanha de sensibilização para o perigo da toxocarose (toxocara spp), uma doença parasitária zoonótica que afeta os animais de companhia e o homem, presente nos jardins e parques infantis portugueses, foi agora lançada com a assinatura da MSD Animal Health.

“Com o desconfinamento a começar, serão muitas as famílias a recorrer a parques infantis e jardins públicos para desfrutar do bom tempo que se avizinha, pelo que se torna mais premente do que nunca alertar para esta situação potencialmente perigosa”, sublinha a responsável da Unidade de Animais de Companhia da MSD Animal Health em Portugal, Dr.ª Graça Palma.

O toxocara é desconhecido para grande parte da população portuguesa, apesar de ser um parasita endémico no nosso país e um dos principais que afeta os gatos e os cães em toda a Europa.

A MSD Animal Health alerta para a importância da desparasitação dos animais de companhia como um ato “One Health”1, de proteção tanto da saúde dos animais como a de toda a família e, consequentemente, toda a sociedade.

Com efeito, um estudo2 financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) já indiciava que os parques públicos e caixas de areia de parques infantis em Lisboa estão fortemente contaminados com ovos de toxocara spp, representando uma séria ameaça à saúde pública, visto que as zonas estudadas representam locais comuns onde pessoas de todas as idades, nomeadamente crianças, se divertem. Para a sua realização, um grupo de investigadores recolheu, durante quatro meses, amostras de solo e fezes em parques infantis e jardins públicos da cidade de Lisboa; conclui-se que 85,7% das caixas de areia dos parques infantis e 50% dos jardins públicos estavam contaminados com ovos de toxocara spp.

Na opinião da responsável do Departamento Científico de Animais de Companhia da MSD Animal Health em Portugal, Dr.ª Inês Barbosa, “este e outros estudos vêm mostrar que há uma necessidade urgente de implementar medidas eficazes, como a recolha das fezes por parte dos tutores de animais de companhia, desparasitação regular e estratégias de controlo para diminuir o elevado risco para a saúde humana e animal”.

Os altos níveis de contaminação detetados enfatizam a necessidade de adoção de estratégias eficazes para prevenir infeções humanas e animais, como impedir que animais de companhia e principalmente animais errantes acedam aos parques infantis, substituir regularmente as areias ou esterilizá-las, ou até mesmo eliminar todas as caixas de areia das áreas públicas.  

Além disso, a MSD Animal Health defende que a educação em saúde e o desincentivo à geofagia (ingestão de terra) em crianças são peças fundamentais desta estratégia de combate à toxocarose, que deverá ter uma abordagem multidisciplinar integrada, envolvendo a colaboração entre autoridades locais, médicos veterinários, médicos e legisladores.

1. Esta ligação indissociável entre a saúde humana e um controlo eficaz da saúde animal, que, por sua vez, dependem do cuidado do meio-ambiente, é o que se conhece como “One Health”.

2. Otero D, Alho AM, Nijsse R, Roelfsema J, Overgaauw P, Madeira de Carvalho L. Environmental contamination with Toxocara spp. eggs in public parks and playground sandpits of Greater Lisbon, Portugal. Journal of infection and public health. 2018;11(1):94–8 https://doi.org/10.1016/j.jiph.2017.05.002 

1876-0341 / © 2017 Os autores. Publicado pela Elsevier Limited em nome da King Saud Bin Abdulaziz University for Health Sciences. Este é um artigo de acesso aberto sob a licença CC BY-NC-ND (http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/).


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019