Empresa incentiva formação e investigação em Cardiopneumologia
23/03/2021 15:51:08
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Empresa incentiva formação e investigação em Cardiopneumologia

A MicroPort CRM vai doar a três escolas de saúde portuguesas um dispositivo único, com capacidade para deteção de arritmias cardíacas e de apneias respiratórias, em simultâneo. O propósito é apoiar a formação dos futuros licenciados em Fisiologia Clínica e promover a realização de investigação nesta área. 

As instituições beneficiadas são a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra, do Instituto Politécnico de Coimbra, a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa, do Instituto Politécnico de Lisboa, e a Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

“O nosso objetivo é dotar os alunos da licenciatura em Fisiologia Clínica de um dispositivo único para diagnóstico simultâneo das arritmias e da síndrome de apneia do sono. Esta iniciativa começou por abranger três das maiores escolas de saúde portuguesas; contudo, pretendemos capacitar também as restantes escolas do país. Futuramente, esta operação pode estender-se e abranger outras vertentes”, sublinha o vice-presidente da MicroPort CRM, Dr. Marco Bottazzi.

De acordo com o mesmo responsável, a disponibilização deste dispositivo, bem como de toda a tecnologia associada, nomeadamente o software de análise, “vai permitir, tanto aos alunos, como aos docentes, o contacto com uma tecnologia inovadora, mas sobretudo a realização de investigação no âmbito das áreas científicas, que integram a Fisiologia Clínica, privilegiando o desenvolvimento do espírito científico”.

Este é um dispositivo com capacidade de Holter, para deteção de arritmias cardíacas, e de polígrafo, para deteção de apneias respiratórias. A sua capacidade de diagnóstico simultâneo permite uma otimização de recursos, uma vez que é possível a realização de dois exames num único período de utilização; e ainda perceber a interação entre patologias do foro cardiológico, designadamente as arritmias cardíacas, e do foro respiratório/sono, como é o caso da síndrome de apneia do sono.

Existe uma forte relação entre as arritmias cardíacas, de que são exemplo a fibrilhação auricular (FA) e a apneia do sono, estimando-se que 62% dos doentes FA apresentam apneia obstrutiva do sono (SAOS). Uma abordagem combinada demonstrou melhorar significativamente a eficácia do tratamento da FA, pelo que todos os doentes com FA deveriam ser avaliados no que reporta à eventual existência de SAOS.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019