NEDM da SPMI elege novos membros: "É um grupo coeso com ciência e prática"
10/03/2021 17:23:47
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
NEDM da SPMI elege novos membros: "É um grupo coeso com ciência e prática"

O Núcleo de Estudos de Diabetes Mellitus (NEDM) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) "acabou, nos últimos dias, de se renovar, ou seja, houve eleições para nova equipa, que é acrescida de novos elementos", revela o Dr. Estevão Pape, coordenador do núcleo para o período 2021-2023. Assista ao vídeo.

"É uma equipa remodelada, jovem, com um caminho a percorrer importante, de colaboração com os doentes, com outras especialidades, como a Endocrinologia", começa por sublinhar o Dr. Estevão Pape. "É um grupo coeso com ciência, com prática, com gente nova, com gente que vem detrás e com ligação clara aos doentes", acrescenta.

A motivação, destaca o coordenador do NEDM, é terem gosto pelo que fazem. É, por isso, que lutam muito "no dia a dia para elevar a Medicina Interna e a diabetes de norte a sul do país como uma área também específica, todas as suas consultas em hospitais e a relação com a Medicina Geral e Familiar".

Desta nova equipa integra o secretariado a Dr.ª Ana Filipa Rebelo do Centro Hospitalar Trás-os-Montes e Alto Douro, Vila Real, a Dr.ª Conceição Escarigo do Hospital Garcia de Orta, a Dr.ª Isabel Lavadinho do Hospital, o Dr. José Maria Grande de Portalegre, a Dr.ª Joana Louro do Centro Hospitalar Oeste Norte, Unidade de Caldas da Rainha, a Dr.ª Mónica Reis, Hospital de Vila Franca de Xira, a Dr.ª Rita Paulos do Hospital de Santarém e a Dr.ª Susana Heitor do Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca. Como coordenador foi eleito o Dr. Estevão Pape do Hospital Garcia de Orta, enquanto coordenadora adjunta, a Dr.ª Edite Nacimento do Centro Hospitalar Tondela Viseu, e como tesoureiro, o Dr. Mário Esteves do Centro Hospitalar Médio Ave, Unidade de Famalicão. 

O programa para os próximos três anos da equipa, de acordo com o Dr. Estevão Pape, é "ambicioso", tal como "na senda do anterior secretariado". "Temos um programa de creditação da Medicina Interna em diabetologia, de caminho de colaboração com outras especialidades, nomeadamente a Endocrinologia, e com a Sociedade Portuguesa de Diabetologia, um trabalho conjunto que iniciámos à custa da pandemia", realça.

"E eu, como coordenador, aqui estou para ajudar, ordenar e preparar o futuro da diabetes na Medicina Interna", conclui o coordenador do NEDM da SPMI.

Vídeo


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019