Exportações em saúde mais do que duplicaram na última década
23/02/2021 14:53:50
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Exportações em saúde mais do que duplicaram na última década

Na última década, o setor da saúde cresceu 150%, de forma sustentada, "demonstrando a resiliência de uma área que muito tem contribuído para a balança comercial portuguesa". De acordo com dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), tendo como fonte o Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações em saúde aumentaram, em 2020, 11,11%, em contraciclo com a balança comercial portuguesa que decresceu 10%.

 Os valores de crescimento da saúde estão fortemente alicerçados nos produtos farmacêuticos de base que aumentaram mais de 25% e em preparações farmacêuticas, que cresceram 11,02%. Se em 2019 as exportações em saúde ultrapassaram os 1.500 milhões de euros, em 2020 atingiram 1.749 milhões. Valores que espelham um setor em permanente crescimento, mesmo durante a pandemia.

Estes dados reforçam o peso da saúde na economia nacional e refletem o esforço que tem sido feito pelas diferentes entidades no sentido de consolidar a presença de Portugal nos mercados externos.

Para o Prof. Doutor Joaquim Cunha, diretor executivo do Health Cluster, "há um forte potencial de desenvolvimento da saúde, como os números têm demonstrado, apesar do setor ter vindo a ser fustigado com políticas públicas erradas que não reconhecem a sua importância económica e social e não promovem o investimento. Este crescimento pode, ainda, ser maior assim sejam criadas as condições necessárias. Para isso é determinante olhar para a saúde como investimento e não como despesa".


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019