Benefício cardiorenal da classe dos iSGLT2 em destaque no Ciclo de Webinars da MSD
22/02/2021 12:54:33
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Benefício cardiorenal da classe dos iSGLT2 em destaque no Ciclo de Webinars da MSD

A MSD Portugal promove um ciclo de webinars dedicado à análise e ao debate dos resultados do ensaio clínico VERTIS CV, estudo que vem reforçar o benefício cardiorenal da classe dos iSGLT2, em particular de ertugliflozina. A iniciativa, denominada “VERTIS CV – Reinforcing the Cardiorenal Benefit with Ertugliflozin – a Powerful iSGLT2 within the Class”, está dividida em três sessões, sendo que a primeira acontece a 23 de fevereiro, a segunda a 25 de março e a última a 27 de abril.

As três conferências digitais contam com a participação de nove especialistas nacionais para discutir a melhor abordagem terapêutica com ertugliflozina, analisando o seu efeito cardiovascular e renal em pessoas com diabetes mellitus tipo 2 e doença cardiovascular estabelecida, assim como o impacto da pandemia no acompanhamento destes doentes.

A primeira sessão decorre já a 23 de fevereiro, com início às 21h00. Sob o mote “The Heart Sight”, a MSD Portugal vai analisar a insuficiência cardíaca, uma das formas mais comuns de doença cardiovascular entre as pessoas com diabetes tipo 2 e uma das comorbilidades mais graves: de acordo com a Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), sete em cada 10 pessoas com diabetes morrem devido a complicações cardiovasculares.

Para analisar a possibilidade de reduzir o risco de hospitalização por insuficiência cardíaca das pessoas com diabetes tipo 2, à luz dos resultados do ensaio VERTIS CV, a MSD conta com a participação especial da Dr.ª Paula Freitas, endocrinologista no Hospital de São João, do Prof. Doutor Ricardo Carvalho, cardiologista no Hospital de Vila Nova de Gaia, e da Prof.ª Doutora Joana Pimenta, especialista de Medicina Interna no Hospital de São João.

A conferência “The Kidney Affair”, que decorre a 25 de março, vai responder à questão “Será o atraso da progressão da doença renal crónica uma realidade para as pessoas com DM2?”.

A última sessão, agendada para 27 de abril, será dedicada ao controlo e prevenção da diabetes em tempos de pandemia. Sob o tema “Diabetes through the pandemics - How are we handling it?”, os especialistas convidados vão analisar o impacto da pandemia no tratamento das pessoas com diabetes e quais as alternativas encontradas pela classe médica para manter o controlo da progressão da doença e o acompanhamento dos seus doentes.

Os profissionais de saúde que pretendam participar podem inscrever-se em todas as sessões aqui.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019