Best of 2020: Fique a par dos últimos avanços clínicos em Hemato-oncologia
02/02/2021 11:55:47
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Best of 2020: Fique a par dos últimos avanços clínicos em Hemato-oncologia

“1 ano de resultados. 1 ano de congressos”. É este o mote da iniciativa Best of 2020 da Janssen que surge da necessidade de síntese, organização e contextualização dos resultados publicados em 2020, ano em que a maioria dos congressos se realizou virtualmente. Com apenas quatro sessões on demand dedicadas ao tratamento de doentes com mieloma múltiplo, com leucemia linfocítica crónica, com linfoma de células do manto ou com macroglobulinemia de Waldenstrom ficará preparado para a discussão no Q&A live de dia 18 de fevereiro, às 17h00. Assista ao vídeo e participe no live Q&A.

Mieloma múltiplo

No caso do mieloma múltiplo, a sessão conta com a moderação do Dr. Manuel Neves, da Fundação Champalimaud, e com a preleção da Dr.ª Adriana Roque, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

Neste resumo especialmente completo, a Dr.ª Adriana começa por explicar que, apesar das últimas guidelines datarem 2017, “há dados e ensaios novos relevantes para a área”, destacando o “daratumumab subcutâneo, que será revolucionador já a curto prazo, uma vez que já está aprovado e que está disponível em Portugal, sendo capaz de revolucionar as nossas vidas no quotidiano com a poupança de grande quantidade de horas de Hospital de Dia”, exemplifica.

Assista aqui à apresentação da Dr.ª Adriana Roque. Não perca o resumo dos mais recentes estudos!

Leucemia linfocítica crónica (LLC)

Dedicado à LLC, o segundo vídeo conta com a participação da Dr.ª Mariana Fernandes, interna Hospital de Santo António dos Capuchos, na qualidade de palestrante, e da Dr.ª Daniela Alves, do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, enquanto moderadora.

A partir de um caso clínico, a médica interna explica que o “paradigma do tratamento da LLC tem vindo a mudar com o aparecimento de novos agentes terapêuticos, com o estudo de novas combinações”. No entanto, “estão ainda por compreender quais são os doentes que beneficiam mais de uma determinada terapêutica e se haverá lugar a uma intervenção precoce na era dos novos agentes”, aponta.

Veja a apresentação da Dr.ª Mariana Fernandes através desta ligação.

Assista às sessões gravadas, 30 minutos por patologia, e junte-se à discussão, em direto, no dia 18 de fevereiro, no Best of 2020.


Pesquisa

Publicações

Prev Next

Médico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Farmacêutico News, 37, janeiro/fevereiro 2019

Hematologia e Oncologia, 24, dezembro 2018

15.º Congresso Português de Diabetes, n.3

  SIDA, 37, janeiro/fevereiro 2019