O que é uma alergia e como se identifica
08/05/2017 15:36:55
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
O que é uma alergia e como se identifica

Em Portugal, estima-se que a doença alérgica afete cerca de um terço da população. A razão do aumento das doenças alérgicas, particularmente no mundo ocidental, está relacionada com o estilo de vida e com as modificações ambientais. Nesse sentido, é essencial reconhecer os sintomas, para um diagnóstico e tratamento corretos.

Alergia é a manifestação clínica que decorre da existência de um conjunto de células e mediadores químicos que envolvem vários órgãos do nosso corpo, podendo manifestar-se nos aparelhos respiratório, gastrintestinal e pele. Muitas vezes as pessoas confundem “constipações” com quadros de rinite alérgica, que classicamente cursam com manifestações arrastadas, repetidas ao longo de anos. O diagnóstico atempado e o controlo destas doenças assume, pois, importância acrescida, de modo a melhorar a qualidade de vida e evitar sequelas. A diminuição do número de infeções na infância, decorrentes da vacinação e da melhoria das condições sanitárias, conduz a um desvio da resposta do sistema imunitário contra alergénios ambientais. Pensa-se também que uma alimentação rica em gorduras, a exposição ao fumo de tabaco e a poluição sejam fatores determinantes para o aparecimento de alergias.

Em Portugal, estima-se que a doença alérgica afete cerca de um terço da população:

- 26% tem queixas de rinite alérgica;
- 18% tem, concomitantemente, queixas de conjuntivite;
- 6,8% tem asma;
- A prevalência de sintomas de asma é mais elevada nas crianças, sendo o sintoma mais frequente acordar com tosse;
- Apenas cerca de metade dos doentes com asma têm a sua doença controlada;
- A rinite alérgica é a doença alérgica mais comum, mas só um terço dos adultos fez testes de alergia;
- Cerca de 40% dos doentes com rinite têm asma e mais de 80% dos asmáticos têm rinite.

A alergia pode ter diferentes expressões como a urticária, o eczema, o edema dos lábios, dificuldades respiratórias, mal-estar geral, prurido (comichões) dos olhos, do nariz ou generalizado, choque anafilático (e mesmo a morte). Pode também manifestar-se de forma despercebida como é o caso de alterações de comportamento na criança, irritabilidade, insónia, dores de cabeça, alterações intestinais como diarreias ou obstipação, vómitos, refluxo gastroesofágico, roncopatia (ressonar), otites, perda da audição, entre outras. As doenças alérgicas ocorrem frequentemente em simultâneo e a rinite alérgica pode coexistir com o eczema atópico, a alergia alimentar ou a asma, que caso ainda não exista, o risco de vir a desenvolver a asma estará aumentado em doentes que já sofram de eczema e/ou rinite.


Alergias Respiratórias

Pesquisa