A revista Blood Advances publicou recentemente um estudo que revela que o sangue do cordão umbilical é uma fonte de células importante na transplantação de doentes pediátricos com leucemia mieloide aguda (LMA), estando associado a melhor esperança e qualidade de vida no período pós-transplante.

 

Publicado em Notícias

A evolução e os benefícios dos transplantes de sangue do cordão umbilical são cada vez mais evidentes. Quem o afirma é a Dr.ª Joanne Kurtzberg, hematologista e especialista em oncologia pediátrica da Duke University School of Medicine, Estados Unidos da América, que garante estar consolidado o conhecimento do potencial do transplante de sangue do cordão umbilical no tratamento de doenças do foro sanguíneo, bem como em aplicações inovadoras em crianças com paralisia cerebral ou doenças do espectro do autismo.

 

Publicado em Notícias

O primeiro transplante de sangue do cordão umbilical realizou-se há 30 anos. O norte-americano Matthew Farrow tinha cinco anos e anemia de fanconi. Recebeu o primeiro transplante da sua irmã recém-nascida, com quem era compatível. Atualmente, foram já realizados mais de 40 mil transplantes com células do sangue do cordão umbilical criopreservadas em todo o mundo, e com resultados comprovados no tratamento de mais de 80 doenças.

 

Publicado em Notícias

A Food and Drug Administration (FDA) autorizou o Centro Médico da Universidade de Duke, nos EUA, a tratar crianças diagnosticadas com várias doenças neurológicas com sangue do cordão umbilical autólogo ou de um irmão compatível.

Publicado em Notícias

Pesquisa