“Milhões de lancetas, tiras reativas e agulhas, usadas para monitorizar e tratar a diabetes mellitus, acabam todos os dias no lixo doméstico porque não é feita uma recolha segura das mesmas. Trata-se de um problema de saúde pública sobre o qual os ministérios da Saúde e do Ambiente têm de atuar urgentemente”. O alerta é da Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD) e da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), que apelam à criação de uma rede de recolha das agulhas usadas diariamente pelas pessoas com diabetes.

 

Publicado em Notícias

Pesquisa