Influência da COVID-19 na formação em Pneumologia
16/11/2020 15:00:05
Dr. Tiago Alfaro, pneumologista no Serviço de Pneumologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Influência da COVID-19 na formação em Pneumologia

A pandemia de 2020 obrigou a alterações sem precedentes na sociedade civil portuguesa, particularmente sentidas nos sistemas e cuidados de saúde. A Pneumologia enquanto especialidade foi uma das mais envolvidas no diagnóstico e tratamento dos doentes com COVID-19 ou a sua suspeita. Os profissionais em formação, tipicamente mais jovens, estiveram quase sempre na linha da frente, com participação nas urgências e enfermarias COVID. Esta nova atividade associou-se ainda à suspensão de muita da atividade habitual hospitalar, fundamental à formação. Uma outra vertente foi o adiamento de formações e avaliações intercalares e finais, com consequências diretas na progressão dos formandos.

 

Realizámos um inquérito aos médicos internos de Pneumologia do Centro sobre as consequências da pandemia na sua formação. Responderam 19 de um universo estimado de 40 a 50. A quase totalidade (17 em 19) referiu que a sua formação foi prejudicada, com alterações ao plano de estágios em 16. Os estágios mais afetados foram os estágios de Técnicas Invasivas, Pneumologia Clínica e Fisiopatologia Respiratória. As soluções mais frequentemente encontradas para as alterações foram a extensão ou adiamento de estágios e a incorporação do tempo de atividade COVID num outro estágio. A proposta preferida para a solução dos médicos que responderam ao inquérito foi uma maior flexibilidade na programação dos estágios.

Em conclusão, a pandemia parece ter tido consequências diretas na formação de quase todos os futuros pneumologistas. A continuidade da pandemia obriga ao planeamento de estratégias que assegurem a continuidade da formação de forma flexível e equitativa. Estas medidas devem ser discutidas e acordadas com os médicos internos, assegurando a sua contínua colaboração na resposta à pandemia sem comprometer o futuro destes colegas e no fundo da especialidade. A discussão deste tema em fóruns como o Congresso de Pneumologia do Centro Ibérico 2020 é uma iniciativa importante.

 


Pesquisa