Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA: Presente e futuro
08/06/2016 16:21:11
Dr.ª Célia Oliveira, infecciologista
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA: Presente e futuro

A Associação Portuguesa para o Estudo Clínico da SIDA (APECS) comemora este ano o seu vigésimo quinto aniversário. Sendo a única associação em Portugal que tem por objetivo nuclear a infeção por VIH, tem naturalmente tido, ao longo do seu percurso, uma grande responsabilidade para com a comunidade científica e para com a sociedade civil.

Ao longo destes anos, foram inúmeros os eventos e reuniões de caráter científico realizados ou patrocinados pela APECS. A atualidade e pertinência dos temas, bem como a preocupação com o rigor de apresentações e palestras, de acordo com o estado da arte em cada momento, constituíram o primado da sua organização.

Nessa mesma linha, este ano não será exceção, tanto mais que se comemoram duas décadas e meia da sua existência. Após a reunião anual de sócios, que este ano teve lugar em Aveiro e foi dedicada à enorme importância que tem o diagnóstico precoce da infeção por VIH no sucesso da prevenção e do tratamento, bem como a ligação aos cuidados de saúde primários, a direção da APECS está diretamente envolvida na organização do Congresso Nacional de Infeção pelo VIH/SIDA.

Este congresso, que se realiza de dois em dois anos e que, nos últimos tempos, tem sido efetuado em conjunto com o Congresso Nacional de Doenças Infeciosas e Microbiologia Clínica, com o intuito de aproximar as duas principais sociedades envolvidas na temática da Infeciologia (APECS e Sociedade Portuguesa de Doenças Infeciosas e Microbiologia Clínica) e também o de uma otimização de recursos. Assim, este ano decorrerão em Coimbra, no Hotel Vila Galé, entre os dias 31 de novembro e 2 de dezembro os XI Congresso Nacional de VIH/SIDA e XIII Congresso Nacional de Doenças Infeciosas e Microbiologia Clínica

Os grandes temas do XI Congresso Nacional VIH/SIDA focam áreas de interesse muito atual como vacinação, patologia associada ao VIH e envelhecimento, dados epidemiológicos portugueses mais recentes, entre outros, e contará com a participação de palestrantes nacionais e estrangeiros. O respetivo programa pode ser oportunamente consultado no site da APECS.

Para assinalar um aniversário importante como o que este ano se celebra, está ainda programada, para essa altura, uma cerimónia simbólica, cujo conteúdo nos vamos abster de divulgar, já que se pretende algum efeito surpresa.

No âmbito da formação e atualização de temáticas relevantes na área da infeção VIH/SIDA, tem sido apanágio da nossa associação a preocupação com as camadas mais jovens de médicos, em formação ou recém-formados, em Infeciologia e áreas afins.

Nesse sentido a APECS tem concedido, este ano como em anos anteriores, diversos apoios científicos a cursos promovidos e organizados por entidades e serviços clínicos, em que o elevado nível científico e interesse de conteúdos é assegurado pela qualidade dos participantes envolvidos. Acresce dizer que a maioria deles tem prova de avaliação de conhecimentos no final, o que, naturalmente, assegura aos seus formandos um maior valor curricular.

Por outro lado, a APECS iniciou este ano um protocolo de colaboração com a biofarmacêutica ViiV cujo objetivo é poder providenciar aos seus associados, mediante candidatura aprovada em função de regulamento estabelecido para o efeito, apoio para inscrição, deslocação e alojamento para algumas ações de formação no estrangeiro.

Por todas estas razões, continuaremos a pugnar pela continuidade do trabalho desenvolvido pela APECS, mau grado algumas dificuldades que se adivinham, fruto de uma contingência socioeconómica não tão favorável como em épocas anteriores.

Para isso contamos, naturalmente, com todos os nossos parceiros e associados, sem exceção.

Dr.ª Célia Oliveira
Assistente Graduada Sénior de Infeciologia
Direção do Serviço de Infeciologia
Centro Hospitalar do Baixo Vouga – Aveiro


Pesquisa