Artigos

A telemonitorização no tratamento do doente com SAOS durante a pandemia

A síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) é um distúrbio respiratório comum, frequentemente não reconhecido e, embora não existam estudos epidemiológicos em Portugal, e segundo o Plano Nacional para as Doenças Respiratórias, estima-se que a prevalência da SAOS na população portuguesa (adultos) seja cerca de 20%.

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Uma nova arma no tratamento da dor crónica

O uso da planta Cannabis sativa para fins medicinais, remonta ao início da história da humanidade. Em Portugal as suas propriedades medicinais foram descritas em1563, pelo médico Português Garcia da Orta,  no seu livro “Colóquio dos simples, e drogas e coisas medicinais da Índia”.

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Voltar, mas não regressar?

Um pouco por todos os Hospitais e Unidades de Saúde do nosso país os profissionais de saúde iniciam o regresso aos seus locais de trabalho, às suas equipas . Os motivos pelos quais temporariamente se afastaram são muito díspares. Alguns fizeram-no porque a reorganização dos serviços de saúde obrigou a que os seus profissionais fossem redistribuídos para suprir as novas necessidades assistenciais, tendo sido alocados a novas equipas, alguns desempenhando novas funções, assumindo novas responsabilidades, algumas nunca antes a eles atribuídas. Outros fizeram-no pela imposição de uma zaragatoa positiva, e o tempo pelo qual o fizeram foi-se tornando tão incerto quanto a duração desta pandemia. Independentemente da razão que motivou a sua saída, o fundamento para os seus regressos é o mesmo: a indicação superior para que a atividade assistencial vá retornando, a pouco e pouco, ao que previamente conhecíamos como “normal”.

 

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
7.º Congresso do Internato Médico CUF: "qualidade reconhecida pelos internos e estudantes de Medicina"

O 7.º Congresso do Internato Médico CUF realiza-se nos dias 16 e 17 de outubro, no novo auditório do Hospital CUF Tejo, e será dedicado ao tema "Imagiologia". O primeiro dia será transmitido em plataforma webinar, devido às restrições de número de lugares no auditório, e o dia seguinte será composto por workshops. A News Farma falou com o Dr. João Paulo Farias, diretor do Internato Médico CUF, que explicou a importância da realização desta reunião "transversal" para a formação médica pós-graduada, que teve este ano "de se adaptar à pandemia, tal como todos os setores da saúde e da sociedade em geral". Leia a entrevista na íntegra. 

 

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter

Pesquisa