Artigos

Modelação e pandemias: Como podemos enganar a matemática?

Passou sensivelmente um mês desde o primeiro caso de COVID-19 em Portugal e ao último dia de março, os números são estes: 7443 casos confirmados, 160 óbitos e 43 recuperados.

 

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Testes genéticos são nova abordagem no diagnóstico do cancro da próstata

O cancro da próstata é uma doença que afeta os homens, geralmente na meia-idade, após os 60 anos. Mais de 60% dos cancros da próstata são diagnosticados após os 65 anos de idade e a doença é rara antes dos 40 anos. O que acontece é que certas células da próstata sofrem uma mutação e multiplicam-se sem controlo nem ordem, formando um tumor. No seu estado inicial, o cancro da próstata geralmente não causa dor e a maioria dos homens afetados não apresenta sintomas visíveis. O seu diagnóstico é frequentemente resultado da realização de exames de saúde, como um procedimento médico chamado toque rectal ou um exame de sangue para uma substância chamada antígenio específico da próstata (PSA).

 

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Cerca de 800 mil pessoas têm doenças raras atualmente

Doença rara é aquela que tem uma incidência de um caso em cada duas mil pessoas. Estão identificadas cerca de sete mil, cerca de 80% tem carater genético, existe capacidade de confirmação diagnóstica laboratorial precisa para cerca de 3.600 e terapêutica específica para 10% das entidades.

 

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
As doenças raras em Portugal e o papel da Medicina Interna

A situação de doença é sempre um momento de particular vulnerabilidade e fragilidade humana não só para o próprio, mas também para os seus familiares e entes próximos. Como médicos somos constantemente interpelados pela pessoa em processo de doença, com o sofrimento que muitas vezes lhe está inerente, e desafiados a compreender a sua situação individual, mas também familiar e social, de forma a estabelecer um plano de diagnóstico, tratamento e acompanhamento.

 

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter

Pesquisa