A hipertensão arterial (HTA) é responsável por uma em cada cinco mortes entre as mulheres, sendo que a doença apresenta uma maior prevalência no sexo feminino. Na data que assinalou o Dia Mundial da Hipertensão, nesta quinta-feira, 17 de maio, o coordenador do Núcleo de Estudos de Risco e Prevenção Cardiovascular (NERPC) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), Dr. Pedro Marques da Silva, alertou para a importância de assumir uma “abordagem multifacetada e multifatorial da HTA nas mulheres”.

 

Publicado em Notícias