Mutilação genital feminina em debate no CHULC
05/02/2019 11:43:24
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Mutilação genital feminina em debate no CHULC

A Conferência intitulada "Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina" realiza-se amanhã, dia 6 de fevereiro, no anfiteatro da Maternidade Dr. Alfredo da Costa (MAC), no Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC). O evento surge a propósito do Dia Internacional da Tolerância Zero Contra a Mutilação Genital Feminina (MGF).

O evento direcionado aos profissionais de saúde tem como principais objetivos sensibilizar para a problemáca da MGF, no contexto geopolítico atual, refletir sobre a conduta adotada em mulheres com MGF no CHLC e promover, ainda, trocas de experiências sobre MGF nos vários níveis de atuação.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) situa Portugal entre os países de risco, tendo em conta as comunidades e pessoas imigrantes de países como a Costa do Marfim, Egito, Gâmbia, Guiné-Bissau, Nigéria, Senegal, que habitam em Portugal e que segundo a OMS apresentam prevalências de MGF.

De acordo com a organização da conferência, a análise destes dados remete para a possibilidade de existência de MGF em Portugal, ou a hipótese de raparigas serem submetidas a esta prática e rituais associados  em período de férias escolares, altura em que familiares dos países de origem costumam vir a Portugal. A MGF, enquanto ato de violência sexual com base nas desigualdades de género, faz parte de um conjunto de práticas nefastas que ainda persistem na atualidade. 

Para os interessados, as inscrições devem ser efetuadas via telefone (21 359 64 41), para a Área de Gestão da Formação do CHULC. Os participantes serão admitidos por ordem de chegada da inscrição até ao esgotar da capacidade da sala.