Portugal lidera projeto europeu de 22 milhões de euros para um acesso universal a dados de saúde
30/01/2019 17:02:46
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Portugal lidera projeto europeu de 22 milhões de euros para um acesso universal a dados de saúde

O projeto Smart4Health, banco europeu de dados de saúde, recebeu um financiamento de 22 milhões de euros, dos quais mais de quatro milhões para entidades portuguesas, no âmbito do Programa Europeu de Investigação e Inovação Horizonte 2020. O projeto surge como resposta às necessidades do cidadão: participar na gestão da própria saúde e ajudar a sociedade através da partilha dos seus dados e, assim, potenciar soluções personalizadas de saúde através da troca universal de Registos de Saúde Eletrónicos.

 

Smart4Health é liderado pelo Prof. Doutor Ricardo Jardim Gonçalves, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT NOVA) e coordenador da unidade de investigação GRIS do Centro de Tecnologia e Sistemas (CTS) no Instituto de Desenvolvimento de Novas Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa (UNINOVA). 

O projeto, que acabou de receber um financiamento de 22 milhões de euros, pretende dar a oportunidade ao cidadão e aos prestadores de cuidados de saúde de colaborarem de forma integrada e digital com médicos e investigadores. Pretende também melhorar os cuidados clínicos e os planos de tratamento dos cidadãos ao permitir que as equipas médicas e os prestadores de cuidados de saúde tenham acesso ubíquo aos Registos de Saúde Eletrónicos, em tempo útil, permitindo uma melhor e mais informada tomada de decisão.

“A sólida reputação internacional do UNINOVA como instituto da FCT NOVA para a excelência na investigação, e que o Smart4Health vai mudar radicalmente e a nível global o paradigma como os serviços de saúde, bem-estar e assistência são prestados”,  afirma o Prof. Doutor Ricardo Jardim Gonçalves, coordenador do Smart4Health.

A equipa internacional do projeto “está totalmente empenhada e Portugal tem a responsabilidade de coordenar este esforço conjunto”. 

Assim, o projeto Smart4Health responde “à estratégia europeia da transformação digital e suporte à inovação social, ao apoiar a reforma dos sistemas digitais para a saúde e a sua transição para novos modelos interoperáveis e centrados nas necessidades das pessoas”, pode ler-se no comunicado divulgado à comunicação social.

O Smart4Health, liderado pelo Prof. Doutor Ricardo Jardim Gonçalves, conta com um consórcio de 18 parceiros internacionais e com mais dois parceiros portugueses, a Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura da Madeira e a empresa Knowledgebiz Consulting.