Nano4 Global recebe mais de 1,4 milhões de euros de financiamento comunitário para inovação
15/05/2018 14:51:40
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Nano4 Global recebe mais de 1,4 milhões de euros de financiamento comunitário para inovação

Uma empresa portuguesa acaba de conseguir mais de 1,4 milhões de euros de financiamento comunitário para projetos de inovação de base tecnológica, ao abrigo do programa SME Instrument do Horizonte 2020. A entidade em questão é a Nano4 Global, escolhida em concurso para um programa europeu competitivo, onde em média apenas 5% das empresas concorrentes são selecionadas para financiamento. Nesta edição, foram escolhidas 64 de um total de 1271 propostas submetidas a nível europeu. 

 

A Nano4 Global é uma empresa que desenvolveu um teste colorimétrico baseado em nanotecnologias, que permite fazer o diagnóstico de tuberculose em apenas 90 minutos, quando atualmente esse processo demora três dias. A tecnologia é totalmente desenvolvida em Portugal na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. 

A empresa já tinha sido vencedora na primeira fase do concurso. A Agência Nacional de Inovação (ANI), através do Gabinete de Promoção do Programa-Quadro (GPPQ), apoia as instituições que se queiram candidatar ao SME instrument e, neste caso, ajudou as duas em questão a preparar a proposta e a sua apresentação, que decorreu em Bruxelas.

O SME Instrument tem o objetivo de apoiar pequenas e médias empresas com propósitos inovadores e capacidade de introduzir novidades no mercado. Encontra-se dividido em duas fases. A primeira, na qual estão disponibilizados 50 mil euros por projeto, tem como finalidade financiar o desenvolvimento de viabilidade. Já a segunda, com um financiamento até 2,5 milhões de euros por projeto, visa o apoio a atividades relacionadas com o desenvolvimento e demonstração da inovação.

 A par da Nano4 Global, surge a empresa I2S, que desenvolve software para seguradoras e criou uma plataforma que permite reduzir substancialmente o tempo de introdução de produtos de seguros no mercado. Também ela foi vencedora e recebeu a mesma quantia para investir na inovação.