Protocolo reconhece a importância do investimento em formação de psicólogos em CP
07/02/2018 17:24:21
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Protocolo reconhece a importância do investimento em formação de psicólogos em CP

Foi hoje, dia 7 de fevereiro, assinado um protocolo no âmbito da formação dos psicólogos em cuidados paliativos entre o Ministério da Saúde (MS) e algumas instituições de ensino superior de Psicologia. O objetivo é reforçar a colaboração do MS com a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) na capacitação do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para responder às necessidades dos cidadãos com qualidade e equidade.

No Plano Estratégico para o Desenvolvimento dos Cuidados Paliativos para o biénio 2017/2018, reconhece-se que o investimento em formação específica e na dinamização do ensino na área dos Cuidados Paliativos é fulcral para a prestação de cuidados de qualidade e para a valorização dos mesmos.

O protocolo foi assinado com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Universidade do Minho, Universidade de Aveiro, Universidade de Évora, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra, Universidade da Beira Interior, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia do Porto e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas do Algarve representa.

De acordo com o Serviço Nacional de Saúde este acordo marca o início de uma etapa necessária, no desenvolvimento da formação pré e pós-graduada dos psicólogos em cuidados paliativos, assim como da área da investigação e na consolidação do papel desempenhado pelos psicólogos no âmbito do SNS.

A cerimónia teve lugar no auditório da sede da Ordem dos Psicólogos Portugueses, em Lisboa, e contou com a presença do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, o Prof. Doutor Fernando Araújo e do Bastonário da OPP, o Dr. Francisco Miranda Rodrigues.