Psoríase: terapêutica da Abbvie demonstra eficácia significativamente mais elevada em relação às terapêuticas biológicas padrão
04/12/2017 17:33:38
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Psoríase: terapêutica da Abbvie demonstra eficácia significativamente mais elevada em relação às terapêuticas biológicas padrão

A AbbVie anunciou resultados de primeira linha positivos com três ensaios principais de fase 3 que avaliaram risankizumab, um inibidor experimental da interleucina-23 (IL-23), em comparação com ustekinumab e adalimumab no tratamento de doentes com psoríase crónica em placas moderada a grave.

Os resultados mostraram que, após 16 semanas de tratamento, risankizumab (150 mg) alcançou os parâmetros de avaliação coprimários de melhoria de pelo menos 90% no Índice de Extensão e Gravidade da Psoríase (PASI 90) e de uma classificação de "limpa" ou "quase limpa" (sPGA 0/1) no sPGA (static Physician Global Assessment) nos três estudos vs. placebo ou adalimumab (com base no desenho do estudo). Risankizumab não está aprovado pelas autoridades regulamentares e a sua segurança e eficácia não foram ainda estabelecidas.

“Estamos motivados com estes resultados positivos de risankizumab. O fator mais promissor é o número de doentes que alcançou taxas elevadas de melhorias na pele nestes três ensaios clínicos. Risankizumab pode vir a constituir uma nova opção terapêutica significativa para as pessoas afetadas pela psoríase”, afirmou o Dr. Michael Severino, vice-presidente executivo do departamento de investigação e desenvolvimento e diretor científico da AbbVie.

“A AbbVie está empenhada em trazer novas soluções de tratamento às pessoas com doenças imunomediadas. Aproveitamos os nossos 20 anos de experiência enquanto líderes na área da Imunologia para desenvolver um portfólio robusto de terapêuticas inovadoras orientadas para necessidades ainda sem resposta.”

Risankizumab está a ser desenvolvido em colaboração com a Boehringer Ingelheim, ficando a AbbVie responsável pelo desenvolvimento futuro e pela comercialização de risankizumab a nível global.