07/04/2014 12:54:21
Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Lactobacillus reuteri protectis é eficaz na prevenção de infeções respiratórias e gastrointestinais

bebes saudaveis e6599A revista Pediatrics publicou um estudo que mostra que é possível prevenir infeções respiratórias e gastrointestinais em crianças, através da administração preventiva diária do probiótico Lactobacillus reuteri protectis.

 

O estudo, que envolveu 336 crianças, entre os 6 meses e os 3 anos de idade, demonstrou que as crianças saudáveis que frequentam creches têm um risco significativamente menor de contrair infeções do trato respiratório ou diarreia, quando lhes é dado um suplemento diário de Lactobacillus reuteri protectis, de forma preventiva.

 

Durante três meses, o grupo de crianças que recebeu Lactobacillus reuteri protectis teve menos 67% de dias com diarreia ou infeções do trato respiratório, do que o grupo placebo. Quando infetados, os episódios de doença foram mais curtos do que no grupo placebo (menos um dia em casos de diarreia e menos três dias em casos de infeção do trato respiratório).


Durante a pesquisa, registaram-se 69 episódios de diarreia no grupo placebo e 42 no grupo com probiótico. O grupo placebo teve 204 infeções do trato respiratório contra 93 no grupo que tomou L. Reuteri. Além disso, as crianças que tomaram o probiótico tiveram menos dias com febre, tomaram menos antibióticos e faltaram menos à creche. Esta diferença significativa entre os grupos continuou até três meses depois da administração.


As infeções respiratórias e do trato gastrointestinal em crianças têm custos elevados para os pais e para a sociedade, associados à visita recorrente a médicos, urgências, compra de medicação e faltas à creche e ao trabalho. Assim, ao reduzir o número e a duração de episódios de doença, os pesquisadores concluíram que a administração diária de Lactobacillus reuteri protectis permitiu aos pais e à comunidade uma redução significativa de custos.

 

"Estas conclusões vêem ao encontro de estudos anteriores que comprovem que o uso preventivo diário de Lactobacillus reuteri protectis pode ser valioso para as famílias e para a sociedade", referiu em comunicado Gutiérrez-Castrellón, chefe da Unidade de Investigação Translacional em Nutrição Pediátrica do Hospital Geral Dr. Manuel Gea González e professor universitário de Saúde Pública da Faculdade de Medicina ULSA no México.