Os dados relativos a 2016 mostram que, nesse ano, aumentou o número de intoxicações alcoólicas, o número de doentes que foram tratados em ambulatório por uso de drogas, o consumo de canábis e de cocaína e, simultaneamente diminuiu a fiscalização da venda de bebidas alcoólicas a menores. Do lado positivo, o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) aponta o número de overdoses que diminuiu 33%.

Publicado em Notícias