O tabaco, o álcool, o excesso de peso, a obesidade e as baixas coberturas vacinais estão a dificultar o progresso em alguns países europeus e podem reverter os ganhos alcançados no aumento da esperança de vida. O alerta é lançado no Relatório de Saúde Europeu da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado hoje, 12 de setembro, que destaca a continuação do aumento da esperança de vida na região europeia, a redução da mortalidade prematura e o facto de alguns países europeus registarem os maiores níveis de "satisfação com a vida".

Publicado em Notícias