A Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos (APCP) manifestou publicamente a sua preocupação relativamente à não admissão de pessoas com necessidades paliativas na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI). Em comunicado divulgado à comunicação social no último dia 6 de setembro, a instituição afirma considerar esta medida um retrocesso em termos de cuidados de saúde prestados à população em situações de doença crónica e de fim de vida.

 

Publicado em Notícias