Artigos

“O maior desafio da Saúde nos próximos anos está relacionado com o seu financiamento”

O Prof. Doutor António Araújo, presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos, acredita que o setor da Saúde atravessa “tempos muito difíceis”. Motivos para este descontentamento e preocupação são muitos, a começar pelo número excessivo de alunos nos cursos de Medicina, passando pelo desinvestimento dos sucessivos Governos no Sistema Nacional de Saúde (SNS), que provoca o êxodo dos recém-formados, pelo trabalho excessivo, ou o envelhecimento de pessoas e máquinas. Razões mais do que suficientes para a greve realizada nos dias 10 e 11 de maio. O grande desafio, contudo, está “no financiamento” a prazo. Por isso, em entrevista à News Farma, defende uma reforma cuidada do SNS, que envolva o poder político, os profissionais de Saúde e a população.

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
A DPOC e os hábitos tabágicos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabaco é a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Os números não enganam: atualmente, existem mil milhões de fumadores em todo o mundo e uma em cada 10 mortes de adultos está relacionada com hábitos tabágicos. Tal corresponde a seis milhões de mortes por ano ou a uma morte por cada seis segundos, causada pelo fumo do tabaco. E, destes seis milhões de pessoas, 600 mil são fumadores passivos.

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
Novas alternativas terapêuticas para a tuberculose

Não será antibiótico nem vacina. Será uma terapêutica para a tuberculose baseada no exacerbar da propensão inata do hospedeiro para controlo da infeção pelo bacilo de koch. Para já ainda se encontra numa fase embrionária no que à investigação diz respeito, mas está no bom caminho e a comprová-lo está a atribuição do 3.º lugar do Prémio Janssen Inovação 2016. A Prof.ª Doutora Elsa Anes explica pormenores deste estudo que coordena na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (FFULisboa).

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter
A transformação dos cuidados de Saúde na Europa

A Europa precisa de um check-up médico. O rápido crescimento populacional - de praticamente dois milhões de pessoas por ano -, bem como o envelhecimento da população - um aumento de 2,3% de pessoas com mais de 65 anos nos últimos dez anos (Eurostat), coloca os serviços de Saúde da Europa sob uma enorme pressão, em que a crescente procura supera a oferta.

Partilhar por emailShare on Google+Partilhar no facebookPartilhar no linkedinPartilhar no twitter